bordados

Bordado em Moletom

09:46

Sabe aquelas bordadeiras que não se limitam a bordar apenas em algodão cru?? Pois é, acho que sou uma delas. haha
Nesse post vou contar um pouco sobre a experiência de bordar em moletom e como foi todo o processo de escolha do ponto e como transferi o desenho para o moletom.
Tudo começou quando tive a ideia de bordar uma blusa pra mim. Na verdade, eu estava procurando uma camiseta com um símbolo de uma banda que amo, mas como não encontrei nenhuma do meu gosto, resolvi eu mesma bordar. hehe
https://www.instagram.com/coresepanos
Minha irmã adorou o resultado e pediu uma blusa também. Como já estava próximo do seu aniversário, comprei um moletom sem estampa com a cor que ela mesma escolheu. O desenho também foi da escolha dela (presente mega personalizado! hehe).
O desenho é o símbolo da Corte Noturna que é uma das sete cortes de Prythian da série Corte de espinho e Rosa. 
Sobre o bordado:
Depois do desenho escolhido e moletom em mãos, chega a melhor parte: bordar tudo.
O desenho foi impresso em uma folha sulfite A4 e o risco foi transferido com o papel carbono pra tecido amarelo e caneta que apaga com ferro.
Geralmente nos trabalhos em algodão cru, utilizo o carbono de papel em tom de azul, mas como o moletom era escuro, o risco nem sequer pegou no tecido.
Foi aí que usei o carbono amarelo juntamente com a caneta. O carbono amarelo também não funcionou muito, mas pelo menos dava para enxergar um pouco do desenho. Usei a caneta mágica roxa para reforçar o desenho no moletom.
O ponto escolhido foi o ponto atrás por dois motivos:
-  é muito utilizado para dar definição em desenhos pequenos ou finos;
- e o outro motivo foi a velocidade, pois o ponto atrás é o mais simples e mais rápido;
Mesmo assim, eu levei de 5 horas para bordar (tirando o tempo que levei para passar o risco pro tecido). 
A linha utilizada foi Linha Camila para Crochê e Bordado na cor branca. Poderia também ter usado a linha de meada com 3 a 4 fios #ficadica. 
Uma dica para bordar em roupas é deixar o nó bem fixo no avesso, pra quando chegar a hora de lavar, o nó não soltar e acabar estragando o bordado. 

Usei o bastidor regulável de madeira para não esticar tanto o moletom. No aro menor, revesti com uma faixa de algodão cru que também ajuda a não danificar o tecido ou ficar com a marca do bastidor. 

Pra quem quiser se aventurar no bordado em roupas, espero que esse post tenha ajudado. E se você ainda não sabe bordar, mas quer uma ajudinha para começar, me avisa aqui nos comentários que posso fazer mais posts relacionados a bordados e até alguns paps, o que acham? 



Beijinhos e até a próxima




You Might Also Like

0 comentários

Youtube

Facebook